Minha Casa Minha Vida 2021 – Conheça os Benefícios e como participar do sorteio

O programa Minha Casa Minha Vida 2021 foi desenvolvido pelo Governo Federal, com o principal objetivo de facilitar a aquisição de apartamentos ou casas. Lançado no ano de 2009 o programa habitacional oferece ótimas condições de financiamento de imóveis, para as famílias que possuem uma renda de até R$7 mil reais mensais.

Ao longo deste tempo, diversas famílias conseguiram realizar o sonho da casa própria através deste programa. Um levantamento realizado pela Caixa Econômica Federal mostra que cerca de 14 milhões de brasileiros já conseguiram adquirir um imóvel com o programa, o que representa 7% da população total do país.

Esse programa acontece por meio de parcerias com municípios, estados, organizações sem fins lucrativos e empresas. O programa Minha Casa Minha Vida 2021 pode ser uma ótima opção para quem está em busca de conseguir a sua casa própria.

Como funciona o programa Minha Casa Minha Vida 2021

Minha Casa Minha Vida 2021
Fonte: (Reprodução/Internet)

O grande diferencial deste programa é o baixo custo de juros, além de conseguir parcelar o financiamento do imóvel em mais vezes. Outra grande vantagem é que os solicitantes podem utilizar o FGTS para dar de entrada no financiamento, isso permite que o programa cumpra o seu maior objetivo, que é beneficiar a população de baixa renda.

Lembrando que o processo de financiamento é baseado totalmente na renda mensal do solicitante e os candidatos precisam se enquadrar em alguns requisitos para conseguir o financiamento facilitado.

Requisitos para inscrição

Existem alguns requisitos que devem ser cumpridos para conseguir se inscrever neste programa. Primeiramente vamos falar de forma específica da Faixa 1, sendo os seguintes requisitos:

  • Não possuir nenhum imóvel no seu nome e nem estar no processo de financiamento;
  • Renda compatível com a modalidade;
  • Não participar de nenhum outro programa habitacional do Governo.

Requisitos gerais

Em relação aos requisitos gerais, que são destinados para todas as pessoas incluem:

  • É necessário possuir uma comprovação de renda, inclusive para os autônomos;
  • Não estar negativado;
  • Se cadastrar no CADMUT (Cadastro Nacional de Mutuários) e no SIACI (Sistema Integrado de Administração de Carteiras Imobiliárias) assim que a solicitação for realizada.

Faixas de renda do programa Minha Casa Minha Vida 2021

Existem quatro grupos para diferentes tipos de renda para as pessoas que estão interessadas em realizar o seu cadastro no programa Minha Casa Minha Vida 2021. Cada uma destas faixas possuem determinadas especificações, confira:

  • Faixa 1: Famílias que possuem renda de até R$1.800 reais. O financiamento pode ser feito em até 120 vezes, com mensalidades de R$80,00 e R$270 reais. O imóvel que foi adquirido será a garantia do financiamento e o subsídio é de até 90%.
  • Faixa 1,5: Famílias que possuem renda mensal de até R$2.600 reais. O financiamento pode ser de no máximo 30 anos com taxa de juros de 5% ao ano e os subsídios podem chegar até R$47,5 mil reais e diminuição para rendas maiores.
  • Faixa 2: Famílias que possuem renda de até R$4 mil reais. Os subsídios para esta faixa são de até R$29 mil reais e também diminui para rendas maiores.
  • Faixa 3: Famílias que possuem renda de até R$7 mil reais, nesta faixa são oferecidas diferentes taxas de juros em relação às outras que estão disponíveis no mercado, mas não há subsídios.

Para quem não sabe, os subsídios são auxílios oferecidos pelo governo e equivalem a descontos oferecidos no valor do imóvel. Os valores de subsídio variam de acordo com a renda mensal de cada um dos solicitantes, por isso é necessário entrar em contato com a Caixa Econômica Federal para obter mais informações.

Em dez anos de funcionamento do programa a faixa 1 já contratou mais de 1,5 de moradias, a faixa 2 contratou mais de 2,5 milhões e na faixa 3 mais de 655,7 mil. A faixa 1,5 foi criada recentemente, já que surgiu no ano de 2016 e até o ano de 2020 contratou cerca de 118,9 mil imóveis.

Documentos necessários para a inscrição no programa Minha Casa Minha Vida 2021

Quando for à construtora ou à prefeitura da sua cidade, é necessário levar os seguintes documentos para finalizar a inscrição:

  • Comprovante de renda;
  • CPF e RG;
  • Declaração de Imposto de Renda;
  • Extrato do FGTS atualizado;
  • Certidão de casamento ou nascimento;
  • Ficha de cadastro habitacional.

Assim que a documentação for entregue o candidato a participar do programa Minha Casa Minha Vida 2021 passa por um processo de análise.

Sorteio Minha Casa Minha Vida 2021

Todos os sorteios são realizados em datas que todos os inscritos possam participar, assim que o sorteio for realizado a prefeitura disponibiliza uma lista com o nome de todos os candidatos que foram solicitados.

Se o candidato fez a inscrição para participar do programa e foi selecionado o seu nome ficará exposto numa lista que fica disponível nas secretarias da sua região. Depois será informado quais são os próximos passos, onde é necessário entregar os documentos solicitados para validar a inscrição no Minha Casa Minha Vida 2021.

Como fazer a inscrição 

O programa Minha Casa Minha Vida 2021 é um dos programas do Governo Federal em que a inscrição não pode ser realizada online. Todo o processo precisa ser realizado presencialmente e pode variar muito com a renda de cada um dos solicitantes.

  • Renda mensal: Até R$1.800 reais a inscrição pode ser realizada em alguma entidade organizadora ou na prefeitura da sua cidade;
  • Renda mensal: Até R$7 mil reais a inscrição pode ser realizada através de uma entidade organizadora ou de forma individual.

Através da simulação, o solicitante pode ter acesso a todas as suas condições de financiamento como o valor, juros, quantidade de parcela e etc. Para conseguir fazer uma simulação, basta clicar neste link.

As pessoas que forem selecionadas pela prefeitura e conseguirem a validação da Caixa Econômica Federal devem aguardar um comunicado informando a data do sorteio e da assinatura do contrato.